26 de dez de 2010

26/12/2010 – Torres del Paine

Acordamos às 5h da manhã, ou melhor, levantamos, pois passamos a noite acordados dentro das barracas... A vista do amanhecer nas montanhas valeu a noite mal dormida.
Vista do acampamento ao amanhecer
Desmontamos o acampamento, colocamos tudo no carro e iniciamos a trilha rumo as Torres às 6:15. Tava bem frio. A primeira parte da trilha até que foi fácil.
Início da trilha

Primeira subida

Vista do vale

Mapa da altitude na trilha

Camino Angosto

Uns 45min do "campamento chileno"

1/3 de triha percorrido

Vista do riacho ao andar na trilha

Caminhamos uns 4 Km até o primeiro acampamento, chamado Chileno. Demos uma descansada e compramos mais água. Dica 1: quem fizer esta trilha tem que levar uns 2 litros de água. Trouxemos uns 2 litros pra nós 4 e não deu nem pro cheiro. Ventava bastante o que dificultou um pouco o percurso.


Continuamos a caminhada. Pegamos um pouco de chuva no caminho. Caminhamos mais 4,9 Km até o acampamento Torres. Parada para o almoço, uma descansada boa e hidratação.


Seguimos caminho até o mirador Las Torres. Detalhe, esta parte foi a mais difícil de todas. Subida íngreme, toda de pedras. Fizemos várias paradinhas mais rápidas para descansar e finalmente, após mais uma hora e meia de caminhada, chegamos ao fim. Ao total, caminhamos em torno de 22 km por 8,5h. Por diversos momentos parecia que estávamos na França, frente a tantos franceses fazendo esta trilha.
Vejam a quantidade de pessoas fazendo a trilha (grande maioria Franceses)

Ô povo aventureiro. Ao chegar no mirador, a paisagem é indescritível. Não há foto que retrate o que vimos por lá. Esperávamos uma linda vista das torres, mas para tornar o local ainda mais lindo, as torres são circundadas por um lago verde, de cor inigualável.


Há diversas trilhas com miradores para as torres, que formam o trajeto W. Completamos a “perna direita”. Dica 2: não desista da trilha no meio do caminho. Como na entrada do parque já havíamos visto imagens lindas das torres, não podíamos imaginar que veríamos algo ainda mais belo, mas certamente comprovamos ao finalizar a caminhada. Sensação de triunfo, com um troféu que é divino – não há como não se maravilhar ante tanta beleza criada por Deus.


O descanso foi no carro mesmo, no trajeto até El Calafate. Saímos pelas 15h30min e chegamos em torno das 20h30min. Pegamos aduana nesse trecho (por Cerro Castilho), mas foi super rápido, ao todo levou menos de 10 min, pois é uma região muito deserta. Dica 3: Pela primeira vez utilizamos o galão de combustível. Abastecemos pela última vez em Punta Arenas e esperávamos encontrar um posto em Torres del Paine, no entanto, não há nada por lá. Sugerimos que abasteçam em Puerto Natales, para garantir a ida até El Calafate. Encontramos após uns 70 Km de Cerro Castilho um único posto para abastecimento.


Após a beleza de Torres del Paine chegamos à encantadora El Calafate. Fomos à procura de um hotel e encontramos um apart maravilhoso, chamado Linda Vista, administrado por chineses. É estilo o que a gente conhece como pousada no Brasil, com quarto, banheiro, sala e cozinha completa. Limpo, bonito, com um delicioso café da manhã e Wi-fi. Era tudo o que queríamos após o cansaço do dia de hoje.

Nenhum comentário:

Postar um comentário